Rainha Elizabeth 2ª comemora 65 anos de casamento

Elizabeth 2ª, rainha da Inglaterra, assiste a apresentação no Royal Albert Hall, em Londres

DA EFE, EM LONDRES

Em um ano marcado pelo fervor popular de seus 60 anos de trono, o Jubileu de Diamante, e por sua participação nos Jogos Olímpicos de Londres, Elizabeth 2ª celebrou nesta terça-feira outro momento importante de sua vida: o 65º aniversário de casamento com o príncipe Phillip.

Com a celebração das bodas de safira, a rainha se transforma na primeira monarca britânica a completar 65 anos de casada. Apesar da relevância da data, a rainha não preparou nenhuma pirotecnia para a ocasião e passaou o dia no palácio de Buckingham, ao lado do duque de Edimburgo, que este ano enfrentou vários problemas de saúde.

Na noite de segunda (19), ambos estiveram presentes no clássico espetáculo de comédia Royal “Variety” Performance, que mistura música e relatos satíricos, no Royal Albert Hall de Londres.

Com um vestido longo cinza e prateado, a soberana, de 86 anos, acompanhou o espetáculo e também fez questão de cumprimentar os famosos presentes, como Kylie Minogue, Alicia Keys, Neil Diamond e Andrea Bocelli.

Por ocasião da data especial, os integrantes do Sínodo geral da Igreja Anglicana começaram hoje seus debates sobre a ordenação de bispos com uma saudação em homenagem ao longevo casal real.

Elizabeth 2ª e o duque se casaram no dia 20 de novembro de 1947 na Abadia de Westminster, em Londres, em uma época que o Reino Unido se recuperava da Segunda Guerra e passava por sérios problemas de abastecimento, um fato que fez com que a então princesa utilizasse cupons de racionamento para comprar o tecido de seu vestido de noiva.

Ao se casar com a princesa Isabel, chamada de “Lilibet” quando jovem, o então príncipe Phillip da Grécia e Dinamarca recebeu de seu sogro, o rei George 6º, o título de duque de Edimburgo e teve que mudar seu sobrenome de Mountbatten para Windsor.

Para o tão esperado casamento real, o palácio de Buckingham recebeu 2.500 presentes e uns 10 mil telegramas de felicitações, muitos dos quais foram exibidos durante alguns dias no palácio londrino de St. James com fins beneficentes.

Entre os dados curiosos que se lembram do casamento se destacam as duas despedidas de solteiro que o duque teve -uma privada e outra no hotel Dorchester- e a introdução do toque de trombetas para bodas reais na Abadia de Westminster.

Depois da a cerimônia de casamento, os monarcas partiram da estação de trem de Waterloo, no sul de Londres, para lua-de-mel, com seu inseparável cachorro corgi (Susan) e passaram a noite de bodas na mansão Broadlands –residência do Lorde Mountbatten, o tio do duque e o último governante da Índia.

Se naquele dia 20 de novembro de 1947 milhares de britânicos foram às ruas de Londres para ver a carruagem real levar à princesa Isabel até a abadia, esse fervor popular voltou a se repetir no último mês de junho, quando milhares de pessoas vivenciaram um festejo coletivo para lembrar seus 60 anos de reinado. É um marco só superado pela rainha Victoria (1819-1901).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s